BRASIL IMPORTANDO CAFÉ: MEDIDA POLÊMICA É CONSIDERADA UMA HERESIA PARA MUITA GENTE




Governo avalia compras enquanto produtores e fabricantes de café instantâneo apresentam argumentos opostos

Em meio à superação dos escândalos de corrupção, o impeachment de um presidente e a recessão, os brasileiros estão discutindo ainda a importação de café, enquanto é o maior produtor do mundo da commodity.

A ideia não tem sido bem recebida pelos produtores do sudeste, responsáveis pelo império do café no Brasil. “Eles querem nos matar”, disse Antonio Joaquim de Souza Neto, fazendeiro de segunda geração no Espírito Santo. Algumas regiões do Brasil foram fortemente atingidas por anos de seca, mas ainda há abundância do produto para ser ofertado ao mercado interno, argumenta. “Não vamos permitir que esse café entre no Brasil”, disse.

Os produtores de café robusta, que está em questão, não tiveram a mesma sorte dos fazendeiros que produzem café arábica e tiveram uma excelente safra no ano passado.

O café robusta é usado para fazer café instantâneo como os que a Nestlé e outras empresas fabricam e exportam para o mundo. Enquanto o governo discute com o setor se irá permitir ou não a importação da matéria prima, essas companhias se preocupam com os efeitos da seca nas produções de robusta e pressionam o Ministério da Agricultura para que o Vietnã possa vender o produto ao Brasil.

Após pressão por parte dos produtores, o presidente Michel Temer chegou a suspender o processo temporariamente um dia depois de anunciar a importação, em fevereiro. Em meio a dois poderosos lobbies por parte da indústria e dos produtores, Temer ainda não se posicionou sobre qual decisão irá tomar, mas pessoas familiarizadas com o tema afirmaram, na semana passada, que o governo deverá liberar a compra do produto do Vietnã.

O governo ainda conversa com os dois lados, mas a alta cúpula do Brasil precisa administrar diversos problemas como a operação Lava Jato, que atingiu diversas esferas do poder.

No mês passado, mais de 40 países restringiram temporariamente ou proibiram a importação de carne do Brasil após denúncias de corrupção por parte dos funcionários responsáveis pela inspeção das proteínas, que chegaram a ser acusados de liberarem a venda de produtos contaminados.

Enquanto isso, o governo tem trabalhado para seguir com os projetos de recuperação econômica. “É uma pena que o País perca tempo nisso quando tem vários problemas”, disse Evair Vieira de Melo, congressista do Espírito Santo e aliado dos produtores de café robusta do seu estado. “Durante meses, tenho realizado reuniões em ministérios para tentar corrigir essa ideia absurda de importar café no Brasil”.

As políticas protecionistas do Brasil colocam, de fato, seus fabricantes em desvantagens em relação aos concorrentes estrangeiros, que podem comprar grãos de qualquer país que escolherem, disse Pedro Guimarães, diretor comercial da Cia. Cacique de Café Solúvel, fabricante de café instantâneo. Segundo ele, os agricultores de robusta do Brasil não serão capazes de entregar o que é necessário na safra nova safra que começa em maio. “A safra de robusta brasileira ficará fraca este ano pela terceira temporada consecutiva”, disse. “A escassez continuará a ser um problema”, garantiu.

Do outro lado, os produtores rebatem. “Temos estoque e garantimos que vamos entregar o café exigido aos mesmos preços oferecidos pelo Vietnã", diz Melo, congressista do Espírito Santo, maior estado produtor de robusta do Brasil. No ano passado, a produção de robusta caiu para patamares que não eram verificados há 12 anos, menos de 8 milhões de sacas de 60kg. O governo prevê para 2017 uma produção 21% maior, resultado que ficará, no entanto, abaixo da média registrada desde 2010.

A história mais uma vez se repete. No ano passado, o governo tentou importar café do Peru para blends especiais. Os produtores não precisaram de muito tempo para ganhar essa batalha. A decisão foi revertida poucos dias depois.

(Fonte: Bloomberg)




CAFÉ: COTAÇÕES DO ARÁBICA NA BOLSA DE NOVA YORK OPERAM COM LEVE BAIXA NESTA MANHÃ DE 6ª


CRISE POLÍTICA AFUNDA O REAL E PRESSIONA O CAFÉ


QUARTA-FEIRA, 24 DE MAIO, É O DIA NACIONAL DO CAFÉ


EMPRESA QUER IMPLANTAR TRANSPORTE DO CAFÉ POR TREM DO SUL DE MINAS PARA PORTOS DO RJ E SP


CAFÉ: BOLSA DE NY ESTENDE GANHOS NESTA MANHÃ DE 2ª EM AJUSTES APÓS QUEDA ACUMULADA DE MAIS 2% SEMANA PASSADA


CAFÉ: BOLSA DE NOVA YORK REALIZA AJUSTES NESTA MANHÃ 6ª FEIRA APÓS PERDAS DA VÉSPERA


CONAB: SAFRA DE CAFÉ RECUA E PREVISÃO É DE 45,5 MILHÕES DE SACAS


CLIMA PODE FAVORECER SECAGEM DO CAFÉ


CAFÉ: EM AJUSTES, COTAÇÕES DO ARÁBICA NA BOLSA DE NOVA YORK OPERA COM LEVE ALTA NESTA MANHÃ DE TERÇA


SUL DE MINAS GERAIS TEVE CHUVAS ABAIXO DA MÉDIA EM ABRIL, APONTA FUNDAÇÃO PROCAFÉ


VENDAS DE CAFÉ FAZEM PRODUTO SER RESPONSÁVEL POR 48,3% DAS EXPORTAÇÕES DE MG EM 2017


COBRE É A OPÇÃO PARA RETENÇÃO FOLIAR DURANTE A COLHEITA DO CAFÉ


MAIOR FEIRA NACIONAL DA CAFEICULTURA TERÁ PROGRAMAÇÃO DIVERSIFICADA E MELHORIA NA ESTRUTURA


RECOMENDAÇÕES PARA A PRÉ-COLHEITA DO CAFÉ


ATENÇÃO: DEVE CHOVER NA PRÓXIMA SEMANA NAS PRINCIPAIS REGIÕES DE CAFÉ


VARIEDADE DE PLANTA IMUNE À FERRUGEM PROMETE LIVRAR LAVOURAS DE CAFÉ DA DOENÇA EM MG


CAFEICULTOR PODE CONTABILIZAR PREJUÍZOS COM A SAFRA DE CAFÉ


PRODUÇÃO DE CAFÉ AUMENTA 13 VEZES EM QUASE 50 ANOS NO SUL DE MINAS


CAFÉ ESPECIAL: ROAD SHOW NA AUSTRÁLIA PODE RENDER MAIS DE US$ 11 MILHÕES AO BRASIL


CAFEICULTURA ANTECIPA E AUMENTA RECURSOS PARA A SAFRA


CNC ORIENTA QUE CAFEICULTORES NÃO ABRAM NOVAS LAVOURAS NO BRASIL


SAFRA DE CAFÉ EM 2017 PODE FICAR ENTRE 43 MILHÕES E 47 MILHÕES DE SACAS


CAFEZINHO BRASILEIRO VIRA PAIXÃO NACIONAL EM OUTRO PAÍS BEM DISTANTE, A NORUEGA


CAFÉ: COBERTURA MORTA É ALTERNATIVA PARA A CONSERVAÇÃO DO SOLO


MINISTÉRIO DA AGRICULTURA ELEVA PREÇOS MÍNIMOS DO CAFÉ PARA SAFRA 2017/18


OCORRÊNCIA DE EL NIÑO NESTE ANO PODE MINIMIZAR EXPECTATIVAS DE RECOMPOSIÇÃO DOS ESTOQUES GLOBAIS DE CAFÉ


DÉFICIT "ASSUSTADOR" NA PRODUÇÃO DE CAFÉ EM 2017/18 PODE ESTIMULAR AUMENTO DE PREÇOS, DIZ MAREX SPECTRON


IBGE PROJETA SAFRA BRASILEIRA DE 45,6 MILHÕES DE SACRAS


CÂMARA APROVA PROJETO QUE CRIA POLÍTICA NACIONAL DE CAFÉ DE QUALIDADE


CNC PEDE AGILIDADE NA APROVAÇÃO DE NOVOS PRODUTOS DE COMBATE À BROCA


FÓRUM ABISOLO 2017 - ABISOLO CRIA PROJETO PILOTO COM O INPEV PARA DAR DESTINAÇÃO CORRETA PARA EMBALAGENS DE FERTILIZANTES ESPECIAIS


BRASIL IMPORTANDO CAFÉ: MEDIDA POLÊMICA É CONSIDERADA UMA HERESIA PARA MUITA GENTE


ACS BUSCA PARCERIA COM PORTO DA ESPANHA, 10º PRINCIPAL DESTINO DE CAFÉS BRASILEIROS


INDÚSTRIA ABSORVE NOVA RODADA DE VENDAS DOS FUNDOS


COM CRESCIMENTO ACELERADO, STARBUCKS PROMETE EXPANSÃO


COMEÇA PESQUISA ANUAL DE ESTOQUES PRIVADOS DE CAFÉ


FATURAMENTO BRUTO DA LAVOURA DE CAFÉ NO BRASIL É ESTIMADO


QUAIS OS RISCOS CLIMÁTICOS QUE O CAFÉ PODE ENFRENTAR NO SUL DE MINAS?


CNA ALERTA PARA A POSSIBILIDADE DE REABERTURA DO PRAZO PARA RENEGOCIAÇÃO DOS CONTRATOS DA CAFEICULTURA TRANSFERIDOS PARA DÍVIDA ATIVA DA UNIÃO


ESTOQUE PÚBLICO DE CAFÉ ARÁBICA DEVE CHEGAR AO FIM EM PRÓXIMOS LEILÕES


DEPUTADO ANTÔNIO CARLOS ARANTES (PSDB) É ELEITO PRESIDENTE DA COMISSÃO DE AGROPECUÁRIA


BRASILEIRO JOSÉ SETTE É ELEITO DIRETOR DA ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DO CAFÉ


VELHAS RESPOSTAS PARA NOVAS PERGUNTAS


MINISTRO DA INDÚSTRIA ANALISA POSSÍVEL IMPORTAÇÃO E PEDE INFORMAÇÕES DO SETOR CAFEEIRO


GOVERNO DE MICHEL TEMER PODE FICAR NA HISTÓRIA POR PREJUDICAR MILHARES DE CAFEICULTORES


SAÍDA DOS EUA DE TPP AMENIZA RECEIO DE EXPORTADOR AGRÍCOLA


PARA CUSTEAR SAFRA, CAFEICULTORES FORAM OS MAIORES TOMADORES DE CRÉDITO EM DEZEMBRO EM MINAS





COOPERCAM - COOPERATIVA DOS CAFEICULTORES DE CAMPOS GERAIS E CAMPO DO MEIO LTDA.
Av. Dr. Alfredo Barbalho Cavalcanti, 505, Barro Preto - CEP: 37160-000 - Campos Gerais - Minas Gerais - Brasil - Desenvolvimento: SAKEY

Coopercam | BRASIL IMPORTANDO CAFÉ: MEDIDA POLÊMICA É CONSIDERADA UMA HERESIA PARA MUITA GENTE

BRASIL IMPORTANDO CAFÉ: MEDIDA POLÊMICA É CONSIDERADA UMA HERESIA PARA MUITA GENTE




Governo avalia compras enquanto produtores e fabricantes de café instantâneo apresentam argumentos opostos

Em meio à superação dos escândalos de corrupção, o impeachment de um presidente e a recessão, os brasileiros estão discutindo ainda a importação de café, enquanto é o maior produtor do mundo da commodity.

A ideia não tem sido bem recebida pelos produtores do sudeste, responsáveis pelo império do café no Brasil. “Eles querem nos matar”, disse Antonio Joaquim de Souza Neto, fazendeiro de segunda geração no Espírito Santo. Algumas regiões do Brasil foram fortemente atingidas por anos de seca, mas ainda há abundância do produto para ser ofertado ao mercado interno, argumenta. “Não vamos permitir que esse café entre no Brasil”, disse.

Os produtores de café robusta, que está em questão, não tiveram a mesma sorte dos fazendeiros que produzem café arábica e tiveram uma excelente safra no ano passado.

O café robusta é usado para fazer café instantâneo como os que a Nestlé e outras empresas fabricam e exportam para o mundo. Enquanto o governo discute com o setor se irá permitir ou não a importação da matéria prima, essas companhias se preocupam com os efeitos da seca nas produções de robusta e pressionam o Ministério da Agricultura para que o Vietnã possa vender o produto ao Brasil.

Após pressão por parte dos produtores, o presidente Michel Temer chegou a suspender o processo temporariamente um dia depois de anunciar a importação, em fevereiro. Em meio a dois poderosos lobbies por parte da indústria e dos produtores, Temer ainda não se posicionou sobre qual decisão irá tomar, mas pessoas familiarizadas com o tema afirmaram, na semana passada, que o governo deverá liberar a compra do produto do Vietnã.

O governo ainda conversa com os dois lados, mas a alta cúpula do Brasil precisa administrar diversos problemas como a operação Lava Jato, que atingiu diversas esferas do poder.

No mês passado, mais de 40 países restringiram temporariamente ou proibiram a importação de carne do Brasil após denúncias de corrupção por parte dos funcionários responsáveis pela inspeção das proteínas, que chegaram a ser acusados de liberarem a venda de produtos contaminados.

Enquanto isso, o governo tem trabalhado para seguir com os projetos de recuperação econômica. “É uma pena que o País perca tempo nisso quando tem vários problemas”, disse Evair Vieira de Melo, congressista do Espírito Santo e aliado dos produtores de café robusta do seu estado. “Durante meses, tenho realizado reuniões em ministérios para tentar corrigir essa ideia absurda de importar café no Brasil”.

As políticas protecionistas do Brasil colocam, de fato, seus fabricantes em desvantagens em relação aos concorrentes estrangeiros, que podem comprar grãos de qualquer país que escolherem, disse Pedro Guimarães, diretor comercial da Cia. Cacique de Café Solúvel, fabricante de café instantâneo. Segundo ele, os agricultores de robusta do Brasil não serão capazes de entregar o que é necessário na safra nova safra que começa em maio. “A safra de robusta brasileira ficará fraca este ano pela terceira temporada consecutiva”, disse. “A escassez continuará a ser um problema”, garantiu.

Do outro lado, os produtores rebatem. “Temos estoque e garantimos que vamos entregar o café exigido aos mesmos preços oferecidos pelo Vietnã", diz Melo, congressista do Espírito Santo, maior estado produtor de robusta do Brasil. No ano passado, a produção de robusta caiu para patamares que não eram verificados há 12 anos, menos de 8 milhões de sacas de 60kg. O governo prevê para 2017 uma produção 21% maior, resultado que ficará, no entanto, abaixo da média registrada desde 2010.

A história mais uma vez se repete. No ano passado, o governo tentou importar café do Peru para blends especiais. Os produtores não precisaram de muito tempo para ganhar essa batalha. A decisão foi revertida poucos dias depois.

(Fonte: Bloomberg)




CAFÉ: COTAÇÕES DO ARÁBICA NA BOLSA DE NOVA YORK OPERAM COM LEVE BAIXA NESTA MANHÃ DE 6ª


CRISE POLÍTICA AFUNDA O REAL E PRESSIONA O CAFÉ


QUARTA-FEIRA, 24 DE MAIO, É O DIA NACIONAL DO CAFÉ


EMPRESA QUER IMPLANTAR TRANSPORTE DO CAFÉ POR TREM DO SUL DE MINAS PARA PORTOS DO RJ E SP


CAFÉ: BOLSA DE NY ESTENDE GANHOS NESTA MANHÃ DE 2ª EM AJUSTES APÓS QUEDA ACUMULADA DE MAIS 2% SEMANA PASSADA


CAFÉ: BOLSA DE NOVA YORK REALIZA AJUSTES NESTA MANHÃ 6ª FEIRA APÓS PERDAS DA VÉSPERA


CONAB: SAFRA DE CAFÉ RECUA E PREVISÃO É DE 45,5 MILHÕES DE SACAS


CLIMA PODE FAVORECER SECAGEM DO CAFÉ


CAFÉ: EM AJUSTES, COTAÇÕES DO ARÁBICA NA BOLSA DE NOVA YORK OPERA COM LEVE ALTA NESTA MANHÃ DE TERÇA


SUL DE MINAS GERAIS TEVE CHUVAS ABAIXO DA MÉDIA EM ABRIL, APONTA FUNDAÇÃO PROCAFÉ


VENDAS DE CAFÉ FAZEM PRODUTO SER RESPONSÁVEL POR 48,3% DAS EXPORTAÇÕES DE MG EM 2017


COBRE É A OPÇÃO PARA RETENÇÃO FOLIAR DURANTE A COLHEITA DO CAFÉ


MAIOR FEIRA NACIONAL DA CAFEICULTURA TERÁ PROGRAMAÇÃO DIVERSIFICADA E MELHORIA NA ESTRUTURA


RECOMENDAÇÕES PARA A PRÉ-COLHEITA DO CAFÉ


ATENÇÃO: DEVE CHOVER NA PRÓXIMA SEMANA NAS PRINCIPAIS REGIÕES DE CAFÉ


VARIEDADE DE PLANTA IMUNE À FERRUGEM PROMETE LIVRAR LAVOURAS DE CAFÉ DA DOENÇA EM MG


CAFEICULTOR PODE CONTABILIZAR PREJUÍZOS COM A SAFRA DE CAFÉ


PRODUÇÃO DE CAFÉ AUMENTA 13 VEZES EM QUASE 50 ANOS NO SUL DE MINAS


CAFÉ ESPECIAL: ROAD SHOW NA AUSTRÁLIA PODE RENDER MAIS DE US$ 11 MILHÕES AO BRASIL


CAFEICULTURA ANTECIPA E AUMENTA RECURSOS PARA A SAFRA


CNC ORIENTA QUE CAFEICULTORES NÃO ABRAM NOVAS LAVOURAS NO BRASIL


SAFRA DE CAFÉ EM 2017 PODE FICAR ENTRE 43 MILHÕES E 47 MILHÕES DE SACAS


CAFEZINHO BRASILEIRO VIRA PAIXÃO NACIONAL EM OUTRO PAÍS BEM DISTANTE, A NORUEGA


CAFÉ: COBERTURA MORTA É ALTERNATIVA PARA A CONSERVAÇÃO DO SOLO


MINISTÉRIO DA AGRICULTURA ELEVA PREÇOS MÍNIMOS DO CAFÉ PARA SAFRA 2017/18


OCORRÊNCIA DE EL NIÑO NESTE ANO PODE MINIMIZAR EXPECTATIVAS DE RECOMPOSIÇÃO DOS ESTOQUES GLOBAIS DE CAFÉ


DÉFICIT "ASSUSTADOR" NA PRODUÇÃO DE CAFÉ EM 2017/18 PODE ESTIMULAR AUMENTO DE PREÇOS, DIZ MAREX SPECTRON


IBGE PROJETA SAFRA BRASILEIRA DE 45,6 MILHÕES DE SACRAS


CÂMARA APROVA PROJETO QUE CRIA POLÍTICA NACIONAL DE CAFÉ DE QUALIDADE


CNC PEDE AGILIDADE NA APROVAÇÃO DE NOVOS PRODUTOS DE COMBATE À BROCA


FÓRUM ABISOLO 2017 - ABISOLO CRIA PROJETO PILOTO COM O INPEV PARA DAR DESTINAÇÃO CORRETA PARA EMBALAGENS DE FERTILIZANTES ESPECIAIS


BRASIL IMPORTANDO CAFÉ: MEDIDA POLÊMICA É CONSIDERADA UMA HERESIA PARA MUITA GENTE


ACS BUSCA PARCERIA COM PORTO DA ESPANHA, 10º PRINCIPAL DESTINO DE CAFÉS BRASILEIROS


INDÚSTRIA ABSORVE NOVA RODADA DE VENDAS DOS FUNDOS


COM CRESCIMENTO ACELERADO, STARBUCKS PROMETE EXPANSÃO


COMEÇA PESQUISA ANUAL DE ESTOQUES PRIVADOS DE CAFÉ


FATURAMENTO BRUTO DA LAVOURA DE CAFÉ NO BRASIL É ESTIMADO


QUAIS OS RISCOS CLIMÁTICOS QUE O CAFÉ PODE ENFRENTAR NO SUL DE MINAS?


CNA ALERTA PARA A POSSIBILIDADE DE REABERTURA DO PRAZO PARA RENEGOCIAÇÃO DOS CONTRATOS DA CAFEICULTURA TRANSFERIDOS PARA DÍVIDA ATIVA DA UNIÃO


ESTOQUE PÚBLICO DE CAFÉ ARÁBICA DEVE CHEGAR AO FIM EM PRÓXIMOS LEILÕES


DEPUTADO ANTÔNIO CARLOS ARANTES (PSDB) É ELEITO PRESIDENTE DA COMISSÃO DE AGROPECUÁRIA


BRASILEIRO JOSÉ SETTE É ELEITO DIRETOR DA ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DO CAFÉ


VELHAS RESPOSTAS PARA NOVAS PERGUNTAS


MINISTRO DA INDÚSTRIA ANALISA POSSÍVEL IMPORTAÇÃO E PEDE INFORMAÇÕES DO SETOR CAFEEIRO


GOVERNO DE MICHEL TEMER PODE FICAR NA HISTÓRIA POR PREJUDICAR MILHARES DE CAFEICULTORES


SAÍDA DOS EUA DE TPP AMENIZA RECEIO DE EXPORTADOR AGRÍCOLA


PARA CUSTEAR SAFRA, CAFEICULTORES FORAM OS MAIORES TOMADORES DE CRÉDITO EM DEZEMBRO EM MINAS





COOPERCAM - COOPERATIVA DOS CAFEICULTORES DE CAMPOS GERAIS E CAMPO DO MEIO LTDA.
Av. Dr. Alfredo Barbalho Cavalcanti, 505, Barro Preto - CEP: 37160-000 - Campos Gerais - Minas Gerais - Brasil - Desenvolvimento: SAKEY